Certidão de nascimento x casamento #Video

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Ciao a tutti!

É muito comum nos confundirmos em relação a apresentação dos respectivos documentos para a realização do processo de reconhecimento, não é mesmo?

Um caso clássico é constar na certidão de nascimento a informação do casamento, e isso automaticamente gera a dúvida se realmente temos que apresentar o segundo documento, já que encontramos todas estas informações num único documento.

Outra dúvida frequente que recebo é sobre a certidão de nascimento, que foi retida no momento do casamento do requerente. Neste caso o que fazer???

Neste vídeo explico os pormenores destas dúvidas para que vocês possam reunir os documentos de forma correta sem correr o risco de deixar nenhum deles pra trás rsrs

Não esqueçam do joinha e de inscrever-se no canal!!!

36 Comentários


  1. Fabio Barbiero por favor me responda: Alguém prova que é descendente de um brasileiro que é filho de um italiano nascido na Itália, de acordo com as leis da Itália mesmo se na certidão de nascimento de inteiro teor as únicas informações escritas (lavradas), sobre o italiano forem o nome completo do Italiano como por exemplo no meu caso é Guilherme Massari (italiano) pai de Geraldo Massari nascido em 18/01/1916 em Ouro Fino – MG? Como o governo da Itália vai reconhecer que Geraldo Massari é filho desse italiano Guilherme Massari, se pode existir outros italianos com o mesmo nome do pai do Geraldo Massari nascidos em vários lugares diferentes da Itália?

    Responder

  2. Boa tarde Fábio, muito bom o post! Parabéns! Tenho uma dúvida: Minha esposa é descendente, mas a mãe dela que é a descendente não casou com o pai dela. Eles registraram ela e viviam juntos, mas resolveram não casar. Isso irá impactar? Desde já grato, Bruno Murawski.

    Responder

  3. Boa tarde Fábio, eu estou com todas as certidões aqui no Brasil reunidas. Porém estou com uma dúvida. Já sei em qual comune meu antenato Carlo Rosso nasceu e tem registro, Sedico. Porém ele se casou aqui no Brasil com Antonia Fontana, que era italiana da Comune de Belluno, porém entrei em contato com a comune de Belluno e me foi passado que eles não tem o registro de nascimento da Antônia. Dela eu tenho Casamento com Carlo e óbito, que foi aqui no Brasil. Eu tenho que necessariamente conseguir a certidão de nascimento da Antônia? A do Carlo tenho, nascimento que está na italia, casamento e óbito, sendo que ele vai ser o antenato. ABRAÇOS. Obs: muito bom o Minha Saga.

    Responder

  4. Fábio, eu vou me casar e pegar o sobrenome do meu futuro marido. A minha dúvida é sobre a minha certidão de nascimento para o meu processo… Porque ela apresenta o meu nome de solteira. Existe uma certidão de nascimento que inclui o nome de casado? Ou não é necessário, já que existe a certidão de matrimônio anexado ao meu processo?
    Obrigada

    Responder

  5. Caro Fábio,

    Tenho uma dúvida com relação as certidões (nascimento, óbito, casamento…). A data de expedição delas, nos cartórios, é relevante? A Itália exige que sejam certidões recentes?

    Obrigado!

    Responder

  6. Boa tarde Fabio, tenho umma dúvida em relacao ao certificado de casamento – no caso meu trisnonno casou se na Itália.Quais os itens necessarios que devem estar na certidao de casamento dele? Pergunto isso pq tanto no atto di nascita como no certificado de batismo seguem alguns itens obrigatorios para serem validos para o processo de reconhecimento de cidadania italiana , como li no saga book..

    Responder

    1. Olá La Ani, no casamento aqui na Italia consta o nome dos noivos e o local de nascimento, ao contrário do nascimento não é necessário constar o nome dos pais, ok? Abraços

      Responder

  7. Oi Fábio, tudo bem?

    Acompanho e recebo sempre seus e-mail’s e tem realmente me ajudado a esclarecer várias dúvidas, tem facilitado meu caminho até aqui 🙂 No meu caso busquei todas as certidões aqui no Brasil e vou até a Itália para fazer o processo lá. Agora estou nos passos finais, porém tenho uma dúvida em relação a minha certidão de casamento.
    A questão é que me casarei dias antes de ir para Itália fazer o processo, portanto não dará tempo de legalizar minha certidão de casamento no Consulado Italiano, então levarei até a Itália todas as certidões legalizadas, menos a de casamento.
    Minha dúvida é se isso poderá causar algum problema no processo, pois caso fosse atrapalhar, eu me casaria no civil quando voltasse da Itália ao Brasil.
    Não sei se interfere em algo, mas não mudarei meu nome de solteira.

    Muito obrigada,
    Juliane Savazzi

    Responder

    1. Olá Juliane

      Não atrapalhará não, porém saiba que é sua obrigação como cidadã italiana de manter o seu cadastro atualizado. Eu recomendo que você deixe alguém responsável no Brasil por solicitar o documento em inteiro teor no cartório, mandar ao MRE, traduzir e levar no consulado para legalização. Depois disso, peçam pra te mandar o documento, pois provavelmente você ainda estará no meio do seu processo e então poderá anexá-lo junto aos outros documentos, ok? Abraços e bom processo 🙂

      Responder

  8. Oi Fábio,

    Vou solicitar a certidão de nascimento do meu antenato, e minha pergunta é, a certidão de casamento também fica no Comune? Pois assim poderia enviar apenas uma carta solicitando.

    Obs: Meu antenato se casou depois de 1925

    Obrigada

    Responder

    1. Olá Catia

      Sim, todos os registros civis de nascimento, casamento e morte são conservados no ufficio di stato civile do comune. Abraços

      Responder

  9. FABIO ACREDITO QUE VOCÊ PODERIA ME ESCLARECER UMA DUVIDA. ESTOU COM OS DOCUMENTOS NO PROCESSO DE RETIFICAÇÕES NECESSÁRIAS, E A ADVOGADA COMENTOU HOJE COMIGO, QUE NA CERTIDÃO TARDIA DE NASCIMENTO DO MEU BISAVÔ, QUE É O FILHO DIRETO DO ANTENATO ITALIANO, IRA CONSTAR O NOME DOS PAIS ITALIANOS, NO ENTANTO, NÃO TERÁ A DATA DE NASCIMENTO, SOMENTE O ANO. ISSO SERIA UM DETALHE QUE ATRAPALHA O PROCESSO AI NA ITÁLIA?

    ABRAÇOS

    FABIO

    Responder

    1. Olá Fabio infelizmente sim, pois não são todos os comunes que aceitam certidões tardias, exatamente porque neste caso não houve o reconhecimento do pai ao filho, já que o declarante é o juiz. Eu recomendo verificar com o consulado se não haverá problemas, e principalmente com o comune onde você pretende dar entrada no seu reconhecimento. Abs

      Responder

      1. Ola Fabio, obrigado novamente, vou verificar no consulado. No caso do comune, você necessitaria da certidão com para poder tirar essa dúvida, né? Só mais um detalhe, nao houve o reconhecimento através da certidão, mas haviam duas habilitações junto a certidão de casamento do meu bisavo, uma atestando que ele era filho do antenato e outra autorizando o casamento, isso teria algum valor?
        abraços

        Responder

        1. Aqui onde trabalhamos não são aceitas de nenhuma forma, os nossos oficiais decidiram não aceitar por entenderem que não há comprovação da paternidade. Abs

          Responder

          1. Entendi Fabio, obrigado pela atenção. Abraço.


  10. Boa noite Fábio!
    Muito obrigado pela ajuda. Consegui falar com o Marco. Ele me disse que achou a certidão de nascimento do meu bisavô no comune de Treviso. Meu bisavô na certidão de casamento declarou que nasceu em Venezia mas, na realidade ele nasceu em Treviso que é perto. Obrigado.
    Uma pergunta, meu bisavô no Brasil consta que ele se chamava Biagio filho de José mas, na certidão de nascimento italiana consta Biasio, filho de Giuseppe, tem algum problema? Terei que retificar? Outra dúvida e em relação a variação do nome da esposa dele que em algumas certidões consta o sobrenome Mantovani e em outras Mantovan, tenho que retificar?
    Obrigado.
    Abraço.

    Responder

  11. Grande Fabio, tenho uma perguntinha para ti desse video. No final vc diz se a pessoa que for divorciada tem q ter a certidão de casamento averbada e a certidão de divorcio tbm, sendo mais um documento. Blz.
    No meu caso o meu pai da linhagem do meu antenato italiano, é divorciado e é vivo, eu preciso do divorcio dele tbm? ou apenas a certidão de casamento averbada serve? ja que não vai ser ele quem vai ser reconhecido…

    Responder

    1. Olá Bruno tudo bem?

      O processo de divórcio é requerido apenas quando o requerente é divorciado – no seu caso, como seu pai é quem se divorciou você não vai precisar do divórcio dele não, apenas da certidão de casamento dele com a sua mãe, em inteiro teor. Abs

      Responder

  12. Uma pergunta sobre as váriações dos nomes.
    Por exemplo, vi que na certidão de óbito do meu antepassado italiano, estava escrito os nomes Luiz,Luzia,Marcos, nomes tipicamente brasileiros.
    A minha pergunta é, esses nomes foram modificados quando eles chegaram ao Brasil ? Por exemplo, vejo uma semelhência desses nomes com esses LUIGI,LUIGIA e claro Marco, sem o S.

    Responder

    1. Olá Lucas

      Isso era muito comum, se chama “abrasileiramento” e não é um problema: basta que todas as variações constantes nos documentos brasileiros constem na CNN, ok? Abs

      Responder

  13. Fabio, tudo tranquilo?

    To com um problema grande em localizar a certidão de nascimento de meu bisavô, filho do antenato. Na época tudo era registrado na igreja e ao que tudo indica os arquivos da igreja pegaram fogo. É a única explicação pois já procuramos em todos os outros lugares e não encontramos. Qual a solução para isso? Tem solução?

    Responder

  14. Fabio, tudo bem?
    Tenho uma dúvida, quanto tempo o consulado italiano de São Paulo demora para legalizar as certidões?

    Responder

  15. Ciau Fabio,

    É o seguinte consta no site certidao.com.br a seguinte informação:

    “A certidão em inteiro teor do registro de nascimento, que por força da lei que regula a investigação da paternidade dos filhos havidos fora do casamento, somente em duas condições a serventia registral civil pode emitir certidão nesse molde:

    Quando comunica à justiça o registro de nascimento somente com a maternidade estabelecida;

    Quando lhe é mandado pela autoridade judiciária de sua comarca, mediante sentença proferida em procedimento próprio.

    Somente nesses dois casos e em nenhuma outra hipótese poderá a serventia, com relação à certidão de nascimento, emiti-la em inteiro teor.

    Já com relação às certidões de casamento e óbito em inteiro teor, não há restrições.”

    Para pedir a certidão de nascimento em inteiro teor preciso de um advogado?

    Responder

  16. Fábio, Tudo bem?!

    Você já tinha sanado esta dúvida sim em um de seus vídeos, mas foi um assunto abordado no meio do vídeo e não como tema do video…

    Seguinte, tenho uma dúvida bastante técnica sobre casamentos… já havia colocado a pergunta aqui no minhasaga há mais ou menos 01 mês mas ainda não tive respostas suas. Sabe que nesse meio tempo apareceu uma informação nova, não sei se já se deparou com algo assim então segue novamente minha dúvida:

    Vendo um de seus vídeos aprendi que o matrimônio civil legitima o filho do italiano. Ok. Porém minha mãe nasceu 06 meses antes do matrimônio civil dos pais dela. Então corri no cartório pedir a Inteiro Teor para verificar se o termo “Filha Legítima do declarante” ali constaria, na maior apreensão do mundo… o documento chegou… (aliás saiu na hora, 30 minutos por uma Inteiro Teor, vale ressaltar o bom serviço prestado pelo 35° Cartorio da Barra Funda) e bingo… filha legítima do declarante… até ai tranquilo… PORÉM.. (sempre tem um porém rs) na linha seguinte veio a besteira!! e ai que mora a dúvida… a minha mãe foi declarada como filha legítima do meu vô e da minha vó… só que minha vó já aparece com o sobrenome do meu Avô (de casado) e pior… na certidão consta “que se casaram em tal cidade”…. naquele momento eles não eram casados CIVILMENTE!!! … porém a informação nova é que questionando minha avó, ela explicou que religiosamente já haviam se casado perante a igreja católica e por isso foi declarado desta forma… 04 meses depois desse registro de nascimento da minha mãe os meus avós efetivamente se casaram “no civil”, porem pra ajudar em uma outra cidade que não a mesma citada na certidão de nascimento da minha mãe na linha que diz que “já eram casados em tal cidade”… e agora o que fazer? Com certeza isso será um detalhe observado por um oficial italiano… no mínimo ele vai estranhar constar no nascimento da minha mae que os pais dela já eram casados e aparecer um documento de matrimonio civil, cronologicamente posterior (em 04 meses) confirmando o casamento dos meus avós porem em uma outra cidade… isso poderia levantar dúvidas?… e se o cara estiver de mal humor ou com ma vontade vai resultar em problema?… o que você pensa disso Fábio?, com a sua experiencia, acha que isso será mesmo um problema grave? o que deve ser feito? Existe essa consciência na Itália de que podia acontecer de a pessoa se casar primeiro perante a igreja católica e posteriormente “no civil”? O que você sugere? Estou preocupado daqui… bom.. obrigado pela atenção… espero que consiga me dar uma luz… e parabéns pelo site.. já aprendi muito aqui e repassei a alguns familiares…

    Obrigado… Até

    Responder

    1. Ciao Felipe

      Sabia que já tinha falado sobre isso rsrsrs

      Em relação a sua pergunta não vejo absolutamente nenhum problema com os seus documentos ou ainda com a filiação, fique tranquilo que nenhum oficial vai perder tempo analisando situações como essa, que entre outras coisas não tem nenhuma relevância, pois o casamento dos pais mesmo posterior ao nascimento do filho menor, o legitima ok? Abs

      Responder

      1. Muito obrigado pela resposta!! Fiquei bem tranquilo agora. Confio muito no seu trabalho.
        Sabe que eu ja estava pensando no que fazer daqui, pois estou na fase da retificação de documentos (já consegui retificar 05 certidões em 02 cartorios diferentes, por via administrativa! :-)) e ja estava pensando como ia fazer pra solicitar a correção desta frase “onde se casaram em tal cidade” uma vez que o casamento civil é cronologicamente um documento posterior ao registro de nascimento.
        Agora vou deixar tudo como está e focar apenas no acerto do sobrenome mesmo. Em breve pretendo te enviar todas as inteiro teor para uma revisão e te solicitar um orçamento. O documento italiano saiu naquele formato internacional que você citou em um dos posts (foi retirado diretamente em Vazzola por um tio e a oficial entregou neste modelo).

        Obrigado mais uma vez e nos falamos em breve…

        Responder

        1. Felipe, a igreja onde seus avós se casaram não tem um registro de casamentos? Abç

          Responder

          1. Talvez até tenha sim… provavelmente algo amador, mas tenha… só que esse não é um documento que deve ser apresentado na montagem da “arvore” perante o oficial. Acredito que não acrescentaria absolutamente nada… Até.


          2. Seria bom se servisse, afinal, a igreja faz parte di Vaticano, e esse da Italia!! Mas, lei é lei, foi feita para seguir. Abc

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.