Verdade sobre a “mentira da restrição à cidadania” Parte III

Tempo de leitura: 2 minutos

Pois é, olha eu aqui novamente falando sobre uma eventual restrição da cidadania italiana!

Talvez você saiba, talvez não, mas nas últimas semanas, apareceu “misteriosamente” o texto de um decreto de lei, dizendo que a cidadania italiana ia sofrer uma restrição em sua forma de atribuição.

E o que a bolha da cidadania italiana fez?

Explodiu mais uma vez, sem um pingo de informação clara, útil ou sequer confiável…

Um bocado de gente que não sabe separar alhos de bugalhos, saiu pela internet afora dando aula sobre legislação e direito italiano.

Exatamente como das outras vezes.

O CICLO DAS NOTÍCIAS SOBRE O FIM DA CIDADANIA ITALIANA

Aliás, você sabia que desde 2006 este tipo de notícia aparece?

Em 2007 eu escrevi este artigo, com o singelo título de Verdade sobre a “mentira da restrição à cidadania”

Perceba que já faz 11 anos que eu escrevi este texto, e ele bem que poderia ter sido escrito ontem!

Depois, em 2015, lá estava eu novamente desmentindo boatos completamente infundados, neste artigo.

Repare que é cíclico: de tempos em tempos, esta notícia volta aos noticiários…

E AGORA, QUAL É A NOVIDADE?

Nos dois últimos anos, tivemos várias notícias pipocando.

E teve de tudo!

Primeiro foi a “lei do nonno” – onde a notícia era que a lei ia mudar e somente netos teriam direito ao reconhecimento;

Depois foi o tal decreto, citado acima;

Agora a notícia é que ninguém vai mais poder realizar o processo na Itália, pois os comunes vão levar exatos 4 anos para realizar o procedimento!

VOCÊ CONHECE A HISTÓRIA QUE EU CONTO DA PIPOCA?

restrição à cidadania

Lá em meados de 2007 quando eu frequentava o finado Orkut, durante uma destas histerias coletivas sobre o fim da cidadania italiana ouvi a seguinte frase:

“É impressionante como existem pessoas contando um monte de história triste só pra vender pipoca”

Ou trocando em miúdos:

“É impressionante como tem pseudo-profissional divulgando informação incorreta (ou alardeando boatos) só pra poder vender seus serviços”

E não adianta: termina ano, entra ano, sempre vai ter este tipo de situação.

Como eu já implorava no artigo escrito em 2015:

TENHA SENSO CRÍTICO E PELOAMORDEDEUS, FILTRE AS NOTÍCIAS QUE VOCÊ RECEBE.

Para te explicar melhor sobre o que o povo anda falando – e quais as minhas considerações (e sugestões) sobre isso, assista o vídeo abaixo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.